Blog

Dicas para solucionar problemas na impressora de códigos de barras.

30 de maio de 2019

 

Se você é novo na codificação pode se deparar com alguns problemas de impressão nas Impressoras Zebra, ou Datamax, ou Argox, ou Elgin, entre outras, assim como Etiquetas de Papel, Filmes e Fitas Ribbons.

 

1º PASSO

Verifique se a tomada da Impressora está ligada na energia. Isso é sério, pois já ocorreu com um cliente que nos convidou para verificar o porque a impressora não estava funcionando.

 

2º PASSO

Antes de achar que o problema possa ser a etiqueta de papel ou filme, ou mesmo o ribbon, façamos assim.:

 

2.1 – VERIFIQUE A CABEÇA DE IMPRESSÃO

Abra a impressora e levante a cabeça de impressão, com um pedacinho de algodão embebido em um pouco de álcool isopropílico (se não tiver tal álcool use o comum mesmo, mas é que o isopropílico, por ser 100% álcool, volatiza mais rápido), passe tal algodão na cabeça.

Perceberás, em muitas das vezes, que o mesmo sairá pretinho de sujeira. Isso já é um fator para falha na impressão, ainda mais com letras ou número bem pequeninos;

Cabeça de Impressão

 

2.2 – VERIFIQUE O ROLO TRACIONADOR

Por onde sai a etiqueta impressa, na impressora, na parte de baixo, há um rolinho preto que denomina-se “rolo tracionador de etiquetas”. Ele é um rolinho que, no sentido figurado, o citamos como se fosse uma rua de asfalto por onde passam os carros e que, tal rua, com pedras, faz com que o carro fique pulando ao passar por ela, ou seja, com sujeira/muita poeira no mesmo, faz com que a impressão pule e, com isso, a mesma fique falha, ruim, repito, ainda mais no caso de letras ou números pequeninos (a denominada caixa baixa).

Da mesma forma, com algodão embebido em álcool, passe em tal rolinho e também perceberás que o mesmo sairá pretinho de sujeira, em muitos casos. Significa que você está tirando “as pedras do caminho” e terás uma impressão perfeita, com uma rua sem pedras, sem fazer “pular o carro”, metaforicamente colocando.

Rolo tracionador de etiquetas

 

Realizando os casos acima a impressão ainda não ficou boa, então vamos continuar o passo-a-passo.:

 

3º PASSO

 Vá no Drive de instalação da Impressora que, quando a recebeu/comprou, ela veio com um CD, com um Software de instalação. Nele procure por Opções, depois Darkness. Algumas o terão de 1 a 15. Outras de 0 a 20. Algumas outras, de Médio ou Grande Porte, de 0 a 30. Faça o seguinte.:

 

3.1 – DARKNESS PARA RIBBON CERA

Se você utiliza Ribbon de Cera com Etiqueta de Papel, coloque o darkness torno de 50% da capacidade de tal modalidade, tipo; se vai de 0 a 20, coloque em 10. Mande testar a impressão e pode ser que seu problema esteja resolvido, sempre lembrando que os passos 1 e 2 tenham sido feitos antes. Não pule etapas, pois é um processo e precisa ser obedecido, para que o êxito seja de 100%.

3.2 – DARKNESS PARA RIBBON MISTO

Se você utiliza Ribbon Misto (Cera/Resina), com Etiqueta de Filme (plástica ou BOPP, ou Poliester, ou Vinil e etc), coloque o darkness em torno de 75% da capacidade de tal modalidade, tipo; se vai de 0 a 20, coloque em 15. Mande testar a impressão e pode ser que seu problema esteja resolvido, sempre lembrando que os passos 1 e 2 tenham sido feitos antes. Não pule etapas, pois é um processo e precisa ser obedecido, para que o êxito seja de 100%.

3.3 – DARKNESS PARA RIBBON RESINA PURA

Se você utiliza Ribbon de Resina Pura com Etiqueta de Filme (plástica ou BOPP, ou Poliester, ou Vinil e etc), devido as mesmas ficarem expostas ao tempo ou escorrer agentes químicos agressivos na impressão ou situações do tipo, coloque o darkness em torno de 90% da capacidade de tal modalidade, tipo; se vai de 0 a 20, coloque em 18.

Mande testar a impressão e pode ser que seu problema esteja resolvido, sempre lembrando que os passos 1 e 2 tenham sido feitos antes. Não pule etapas, pois é um processo e precisa ser obedecido, para que o êxito seja de 100%.

  

4º PASSO 

4.1 – VERIFIQUE A VELOCIDADE DA IMPRESSORA

É interessante que se avalie o tipo de velocidade, da Impressora, que você está utilizando, pois a questão do Ribbon, por exemplo, há composições químicas do mesmo para velocidades diferentes, ou seja, se você é de uma Indústria Pesada, com Impressoras de Grande Porte, por exemplo, com velocidade de impressão, das Impressoras, em tipo.: 10” ou mais, não é um ribbon comum que você deve/precisa comprar, mas um específico/técnico para tamanha velocidade.

Se você só compra por preço, com certeza, em termos técnicos, com Impressora em alta velocidade, você está no caminho errado e, com certeza, tendo muita dor de cabeça com etiquetas com impressão falhadas, nem mesmo lendo o código de barras. Quando custa isso? Avalie, analise

 

5º PASSO 

5.1 – VERIFIQUE SE O MATERIAL DA ETIQUETA ESTÁ ADEQUADO

Nada falamos sobre as etiquetas, mas seus frontais e adesivos, dependendo do tipo de aplicação, precisa ser melhor avaliado e não somente comprado por ter o melhor preço. Casos de simples aplicações, pouco discutimos, mas para situações que hajam umidade, exposição com salitre, ao tempo, agentes químicos corrosivos, não é qualquer papel ou filme, mas com o tratamento correto, com o ribbon correto, com a Impressora limpa, bem mantida, com a velocidade de impressão correta, assim como o darkness.

 

Precisa/pretender saber mais, fale conosco:

 

JR Barcode, “várias possibilidades com uma etiqueta”.

Roberto Corrêa Dias, Diretor Técnico JR Barcode, Administrador de Empresas, Técnico em Frontais e Adesivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *